Feeds:
Posts
Comments

Posts Tagged ‘versos marcantes’

2007

Cracóvia, 03 de junho de 2007.

Vivo no topo de uma plataforma de pedra. Não é muito espaçosa,
e não há mais ninguém aqui. Não há muita luz, somente uma eterna penumbra.
Na distância vejo outras pessoas vivendo na mesma situação, separadas por abismos.

Às vezes agito os braços e grito, tentando me comunicar, fazer amizade,
conhecer essas pessoas. Às vezes funciona, às vezes sou mal-interpretado
ou mesmo ignorado. Às vezes essas pessoas agitam os braços e gritam,
tentando se comunicar, fazer amizade, me conhecer. Às vezes funciona,
às vezes interpreto mal ou mesmo ignoro.

Fico imaginando como seria se não houvesse esse abismo nos
separando. Poderíamos realmente conhecer as pessoas, festejar, abraçar.

Mas o que se pode fazer? Não há como eliminar um abismo.

O melhor que posso fazer é tentar conhecer as pessoas a partir da margem.
Vejo que algumas pessoas conseguem fazer isso razoavelmente bem. Eu não.
Mas sempre se pode fazer tentativas.

Thiago Jung Bauermann

Advertisements

Read Full Post »

king of pain

O verso em negrito realmente ficou gravado em minha mente quando escutei pela primeira vez:

There’s a king on a throne with his eyes torn out
There’s a blind man looking for a shadow of doubt
There’s a rich man sleeping on a golden bed
There’s a skeleton choking on a crust of bread

[ … ]

I have stood here before inside the pouring rain
With the world turning circles running round my brain
I guess I’m always hoping that you’ll end this reign
But it’s my destiny to be the king of pain

Read Full Post »

letras de músicas

Algumas letras de música (ou determinados versos de letras de músicas) realmente nos tocam e/ou exprimem muito bem o que pensamos… Tenho alguns que me são favoritos, e de vez em quando canto pra mim mesmo. Postá-los-ei aqui de vez em quando.

Por exemplo, ontem na aula de alemão ouvi uma música de Herbert Grönemeyer (nunca tinha ouvido mais gordo!) que achei muito legal. A música chama-se Mensch (ser humano). Aqui está um trecho (a tradução é minha, não garanto muito 🙂 ):

momentan ist richtig,
momentan ist gut
nichts ist wirklich wichtig

[ … ]

und der Mensch heißt Mensch
weil er vergisst,
weil er verdrängt
und weil er schwärmt und stählt
weil er wärmt, wenn er erzählt

und weil er lacht,
weil er lebt
du fehlst

momentâneo é certo,
momentâneo é bom
nada é realmente importante

[ … ]

e o ser humano chama-se ser humano
porque ele esquece,
porque ele reprime
e porque ele se apaixona e fortalece
porque ele aquece quando narra

e porque ele ri,
porque ele vive
você erra

Read Full Post »