Feeds:
Posts
Comments

Posts Tagged ‘desenvolvimento’

Eu uso computador faz uns 15 anos, e nesse tempo todo nunca tive um teclado com layout brasileiro (a.k.a. ABNT-2). Sempre usei o americano, com suporte a acentuação.

Esses dias comprei um teclado novo e bacana. Mas comprei pela Internet, e nem passou pela minha cabeça verificar se era padrão americano ou brasileiro. Quando chegou, na caixa estava bem claro: padrão brasileiro. No site das Americanas, onde fiz a compra, isso nem foi mencionado (fui lá conferir). Nota mental: não comprar coisas pelo site das Americanas.

Torci o nariz e pensei seriamente em retornar o produto sem abrir a caixa, se possível trocar por um com o layout que estou acostumado. No fim acabei deixando assim mesmo. E ainda bem que fiz isso. Estou gostando bastante do ABNT-2, não sei por quê sempre tive preconceito.

É bem mais confortável para digitar acentos (´, `, ç, ~ e ^ são fáceis de alcançar). E tem até ª e º, devidamente marcados nas teclas (só tem que saber a manha do Alt Gr). Antes eu disponibilizava esses caracteres com umas regras customizadas de xmodmap. Minha única birra é que muitas fontes são incompletas (feitas por gringos, certamente) e não colocam a barra ou ponto embaixo de ª e º. E na minha opinião, fica muito feio assim.

Mas eu divago… Outra coisa muito boa é que o ‘ (apóstrofo) é uma tecla diferente de ´ (acento agudo), e não é uma dead-key! Isso é muito mais prático pra programação. Mesma coisa para o ” (aspas) e ¨ (trema¹). Eu detestava setar uma variável com uma string e ter que apertar ” + espaço para abrir aspas, e depois de novo pra fechar.

Ufa, nada como um engano que acaba sendo melhor que a idéia original.

¹ Sim, eu vou continuar usando o trema²…

² Sim, eu coloco (ou tento colocar, pelo menos) trema nas palavras quando escrevo.

Read Full Post »

Ah, só pra deixar registrado: este foi o 1º patch q eu submeti ao GDB:

http://sourceware.org/ml/gdb-patches/2007-02/msg00000.html

Ele conserta o comando “disassemble” para q ele leia corretamente instruções dos processadores Power4, Power5 e Power6 (q ainda não foi lançado). É um patch pequeno, mas a dificuldade não foi escrever aquelas duas linhas, e sim saber o q estava acontecendo. 🙂

Aqui está o e-mail de confirmação do commit:

http://sourceware.org/ml/gdb-patches/2007-02/msg00091.html

Read Full Post »

O Keith Packard, simplesmente O cara de desenvolvimento do Xorg, estava querendo migrar o Xorg do CVS pra algum outro sistema de controle de versão. Ele fez uma boa análise das opções disponíveis, e usou como critério principalmente a robustez do formato do repositório.

A conclusão dele é bem interessante: “And yes, Havoc, anyone seriously entertaining moving to SVN should have their heads examined.”

Read Full Post »